Como levantar o nariz sem cirurgia.

Os anos passam e, inevitavelmente o nariz tende a cair, o que dá a sensação de estarmos permanentemente de mau humor e com um ar mais velho e cansado. Por outro lado, muitos de nós, por vezes nascemos com pequenas imperfeições, desvios e formatos que por vezes gostaríamos de poder mudar, um dia.

Para arrebitar o nariz e recuperar a posição original e devolver-lhe o ar altivo e aristocrata, pode realizar uma remodelação nasal leve, que corrige as imperfeições próprias do envelhecimento do nariz, sem a necessidade de cirurgia plástica.

É também a solução ideal para corrigir alguma mine imperfeições. Como? Existem várias técnicas com tratamentos e resultados fantásticos.

Botox.

 A toxina botulinica tipo A no nariz, com o envelhecimento, surgem igualmente as rídulas de expressão (pequenas rugas faciais), que vão do canto interno do olho É um retoque muito simples e praticamente indolor. Realiza-se numa só sessão e sem necessidade de anestesia. Pode ir para casa logo depois do procedimento. Os resultados veem-se em três dias e duram cerca de nove a doze meses.

Ácido Hialurônico.

O ácido hialurónico é uma substancia presente em nosso organismo, reabsorvível.  É usado para remodelar os ângulos nasais que se vão perdendo durante o processo de envelhecimento, mas também pode corrigir um desvio da pirâmide nasal e empinar a ponta de um nariz descaído.

Esta técnica de preenchimento também pode ser usada em pacientes que ficaram com algumas imperfeições após um traumatismo, imperfeições resultantes de uma rinoplastia, disfarçar pequenas bossas ou depressões que possam existir nesta parte do rosto.

O procedimento requer anestesia local cutânea para prevenir possíveis dores e, geralmente, sente-se um ligeiro inchaço nas próximas 24 horas.

Agora que já encontrou dois excelentes tratamentos minimamente invasivos para levantar o nariz, vai realizar algum destes tratamentos?

HIPERIDROSE

É a produção excessiva de suor. Não se trata de doenças grave. quando a risco de vida, trata-se de situação extremamente desconfortável, que causa profundo embaraço social e transtornos de relacionamento e psicológicos no portador, que frequentemente se isola socialmente e adquirem hábitos procurando esconder o seu problema. Pode afetar todos o corpo ou ser confinada à região palmar, plantar, axilar infra mamária, inguinal ou craniofacial.

QUAIS SÃO AS CAUSAS.

Estímulos emocionais ou uma maior sensibilidade dos centros reguladores de temperatura. A sudorese está diretamente ligada ao controle da temperatura corporal. Além disso, algumas doenças metabólicas ou lesões neurológicas também podem dar origem ao quadro.

As pessoas que tem hiperidrose podem apresentar um aumento de sudorese em situações inexplicáveis e sem qualquer causa aparente. Este aumento pode aparecer na axila, nas mãos, nos pés, no rosto ou em qualquer outra parte do corpo. A hipersecreção das glândulas écrinas é que causam as alterações observadas.

As glândulas écrinas estão mais concentradas na axila, palmas e plantas e tem importante papel na termorregulação. O excesso de secreção desta glândula é que causa a hiperidrose. Existem de 2 a 5 milhões de glândulas écrinas distribuídas por todo o corpo.

QUAIS OS TIPOS DE HIPERIDROSE EXISTENTES?

Existem 2 tipos de hiperidrose: a primária e a secundária. A hiperidrose primária não tem causa conhecida, se devendo mais a fatores genéticos. As pessoas nascem com a tendência a hiperidrose, que pode se manifestar logo nos primeiros anos de vida, ou em qualquer fase posterior e é o que mais comumente encontramos. Hiperidrose secundária, é aquela associada a uma causa, o mais frequente é poder estar associada à obesidade, menopausa, uso de drogas antidepressivas, alterações endócrinas e alterações neurológicas com disfunção do sistema nervoso.

QUAIS OS SINTOMAS?

A hiperidrose atinge homens e mulheres e se manifesta em várias idades. As áreas mais atingidas são as axilas, palmas das mãos, plantas dos pés, região inguinal e perineal, com grande eliminação de suor, que geralmente não tem cheiro desagradável.

As pessoas que apresentam hiperidrose geram suor nas mesmas condições e sob os mesmos estímulos que os outros pacientes, só que em quantidade maior. Por outro lado, podem gerar suor, mesmo em condições onde outras pessoas não o apresentariam, como com pequenas emoções e mesmo com temperatura normal. Isso acaba gerando um processo de ansiedade que realimenta a hiperidrose.

Antigamente se associava a hiperidrose a problemas psicológicos, mas, a hiperidrose tem causa genética, já se nasce com a tendência. O que evidencia esta causa genética, é que nas famílias de pacientes que tem hiperidrose, é comum, embora não obrigatório, que existam outros parentes diretos, irmãos, pais, tios ou avós com o mesmo problema.

TRATAMENTOS.

Existem vários tipos, como o uso tópico de produtos à base de cloreto de alumínio, a cirurgia e o tratamento com a toxina botulínica. A toxina botulínica tipo A (BOTOX®) é o moderno tratamento da hiperidrose. Atua impedindo a liberação temporária da acetilcolina e como consequência à produção do suor. Este procedimento é realizado sem internação, no ambiente do consultório médico e o paciente pode retornar as suas atividades normais no mesmo dia. A vantagem e a segurança da toxina botulínica (BOTOX®) é o fato de apresentar mínimos riscos ao paciente e ser um procedimento não cirúrgico. A aplicação no consultório dura aproximadamente 60 minutos (30 minutos de anestésico e 30 minutos de procedimento).

CONTRA INDICAÇÃO.

Pacientes com alergia ao componente, pacientes com doenças neurológicas como miastenia.

A pele do Homem.

A pele do homem tem características diferentes da pele da mulher e, portanto, exige tratamentos e cuidados diferenciados. Os andrógenos, em especial a testosterona, causam mudanças na pele masculina desde o início da puberdade e durante toda a vida. Levam principalmente ao aumento da espessura da pele, aumento da densidade de colágeno e do número de glândulas sebáceas, aumento da espessura e densidade dos pelos sexuais.

Características da pele masculina:

  • Oleosidade:Os hormônios androgênicos (como a testosterona) estimulam o aumento do número de glândulas sebáceas, em especial em face e tronco, e também a maior secreção de sebo por elas. Isso causa pele oleosa, poros abertos e acne;
  • Espessura da pele: A pele do homem é, em média, 25% mais espessa que a pele da mulher. A densidade do colágeno também é maior. É uma vantagem em termos de envelhecimento, pois a pele masculina tem menor tendência a flacidez do que a pele feminina;
  • Pelos:Homem tem pelos de maior espessura e em maior quantidade que as mulheres, principalmente em face e tórax. Apesar de proporcionarem uma proteção extra à pele, esses pelos, especialmente a barba, podem causar transtornos por inflamações;

Principais problemas dermatológicos nos homens:

  • Acne:a acne tende a ser mais intensa no homem, mais duradoura se não tratada e com maior tendência a deixar cicatrizes;
  • Pseudofoliculite da barba:São aquelas lesões inflamatórias semelhantes a espinhas que surgem na área da barba;
  • Rugas: embora os homens tenham a pele menos propensa à flacidez, as rugas de expressão podem ser um problema maior que nas mulheres, já que a musculatura da face tende a ser mais forte. Assim surgem rugas profundas em locais como a testa e área dos olhos, que são locais de maior movimentação da musculatura facial. A falta de hábito de uso de fotoprotetores também predispõe ao problema. Os tratamentos são vários e incluem aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, laser.
  • Estrias:em adultos ou jovens que começam a fazer musculação e tem rápido ganho muscular, são comuns as estrias na parte interna dos braços e próximo das axilas. Também podem surgir estrias em abdome quando há um ganho de peso importante. Existem várias formas de tratamento a serem escolhidas de acordo com o estágio das estrias e o tipo de pele;
  • Câncer de pele:Podem ser de vários tipos e de modo geral são mais comuns em homens pela maior exposição solar ou a outros agentes cancerígenos, como o fumo.
  • Suor excessivo:hiperidrose, ou sudorese excessiva, é problema frequente em homens, principalmente em axilas, tronco, virilha, palmas e plantas. O tratamento varia de acordo com o local e intensidade do problema;
  • Alopécia androgenética (Calvície masculina)
  • Micoses de pele:são as doenças causadas por fungos.

Dicas de cuidados com a pele masculina:

  1. Use diariamente um filtro solar adequado a sua pele, com FPS 30 no mínimo. Em geral os homens devem preferir usar na face produtos livres de óleo (‘Oil free’ ou ‘Oil Control’);
  2. Use protetor solar adequado à pratica de esportes sempre que for praticá-los em locais abertos. Formulações em spray ou gel em geral não são adequadas para uso em esportes aquáticos ou para quem tem sudorese intensa. Prefira protetores em loção cremosa resistentes à água e reaplique-os de 2 em 2 horas;
  3. Usa sabonete para pele oleosa se for o caso, lave a pele da face pelo menos duas vezes ao dia;
  4. Ao barbear-se tente usar água morna, preferencialmente durante o banho. Use lâmina de boa qualidade, trocada com frequência. Evite passar a lamina várias vezes no mesmo local e tente barbear-se sempre no sentido de crescimento dos pelos, nunca contra eles. Essa direção pode variar de acordo com cada local da face, então utilize o espelho para determinar a direção correta. Utilize espuma de barbear de boa qualidade, não use o sabonete para isso. Após fazer a barba aplique uma loção pós-barba, mas evite produtos com álcool se sua pele for muito sensível. Hidratantes leves e com fórmula livre de óleo também podem ser usados;

 

8 tratamentos dermatológicos para um rosto perfeito.

1 Satura Silhoutte

A Sutura Silhouette é um fio de sustentação composto por um material chamado ácido poli lático, que é bi compatível com o tecido humano e, ao ser reabsorvido pelo organismo leva a produção de colágeno.

É fabricado nos Estados Unidos e seu desenvolvimento é baseado em seis anos de experiência em suturas de suspensão com cones, usados em cirurgias reconstrutivas e cirurgias plásticas.

É o único produto no mercado que possibilita 2 ações conjuntas: um efeito lifting logo após a sua aplicação e um efeito regenerativo ao estimular a produção natural de colágeno nos meses que se seguem a aplicação, proporcionado resultados progressivos e naturais.

O procedimento é feito em consultório, sob anestesia local, e dura cerca de 30 minutos. Os resultados duram em média 18 meses.

2 – Tratamento contra olheiras

Elas aparecem por diversos motivos: do cansaço físico e emocional a fatores genéticos. Para tratá-las, primeiro é necessário entender a causa e, em muitos casos, as olheiras são tratadas com uma combinação individualizada de tratamentos, lasers e cremes que ajuda a amenizar o problema.

3 – Toxina Botulínica

O Botox é uma substância que tem o poder de o poder de inibir temporariamente as contrações musculares, suavizando as rugas dinâmicas da face, do pescoço e ao redor dos olhos, os famosos “pés de galinha”.

Utilizado também para diminuir as narinas, empinar o nariz, melhorar o contorno facial, arquear as sobrancelhas e melhorar a sudorese das axilas, dos pés e das mãos. São inúmeros os benefícios dessa substância que já virou queridinha de muita gente. Lembrando que é necessário reaplicar a cada seis meses para continuar com os efeitos, que, após a aplicação, levam 48 horas para aparecerem.

4 – Limpeza de pele

Ela é feita juntamente com uma esfoliação e deixa a pele mais macia, livre de cravos e impurezas. Você pode combinar a limpeza de pele com um hidratante injetável e deixar o rosto nutrido durante meses, mantendo-o jovem e saudável.

5 – Peelings químicos ou físicos

Há opções superficiais, médias ou profundas, como os fenóis, são procedimentos que atenuam manchas, cicatrizes de acne, rugas superficiais ou não. É preciso checar com o dermatologista o tipo ideal para o seu caso: peles mais sensíveis, por exemplo, pedem um peeling mais leve, pois já descamam mais facilmente. Fazê-los no outono-inverno é o mais recomendado, já que o sol fica mais fraco.

6 – Preenchimento dos lábios

Com o passar da idade, os lábios podem ir perdendo volume, o que aflige muitas mulheres. Se sua mãe anda preocupada com isso, na clínica ela pode fazer o preenchimento com substâncias temporárias ou definitivas e voltar a sorrir sem medo.

7 – Depilação com Luz Intensa Pulsada ou Laser

Depilar o buço é dos procedimentos de beleza que deixa muita mulher indignada por ter pelos nessa área. Para o rosto, o ideal é fazer depilações com caráter quase definitivo com a Diiodo laser uma vez que tirar o buço com cera quente poder provocar flacidez flacidez e manchas na região. O laser diiod é o mais adequado para esse tratamento. A quantidade de sessões varia muito e depende da quantidade densidade e cor do pelo.

Luz Intensa Pulsada é mais leve e pede um maior número de sessões, já o laser é mais rápido e pede menos sessões. A quantidade de sessões varia muito e depende da quantidade de pelo.

8 – Preenchimento de sulcos e rugas

Existem substâncias que preenchem as rugas e deixam a pele com aspecto mais jovem, como acontece com o ácido hialurônico, que preenche a pele embaixo das rugas e vincos e nas áreas com perda de volume, sintomas que desaparecem imediatamente após o procedimento já que a substância vai ocupar o volume de colágeno e gordura perdidos. A duração vai de seis meses a um ano e a aplicação é feita no próprio consultório do dermatologista.

 

Cuide da sua pele o ano todo.

Nessa época do ano, muitas pessoas chegam em meu consultório querendo cuidar da pele. É verdade que temperaturas mais amenas e o clima chuvoso permitem a realização de procedimentos dermatológicos e medicações mais potentes. Mas será que só devemos cuidar da pele nessa estação? E nos meses mais quentes o tratamento será suspenso? A resposta é não!

Tratamentos de pele devem ser realizados o ano todo. Não adianta deixar a pele de porcelana nos meses frios e colocar tudo a perder quando o clima esquentar. As medicações dermatológicas devem ser ajustadas de acordo com a temperatura do ambiente, com a profissão do paciente e com os hábitos de exposição solar, dentre outros fatores.

Se você segue um tratamento com seu dermatologista durante o ano todo e agora quer potencializar os resultados, essa época é sim excelente para realização de laser, peeling e uso de ácidos, mas lembre-se que os cuidados com a pele devem ser mantidos em todas as estações. Vale lembrar que, mesmo no verão, existem procedimentos e medicações que podem ser utilizados com segurança sem perder tudo de bom que você conseguiu.

Outra dúvida frequente é em relação ao uso do protetor solar em dias chuvosos. As pessoas acham que não estão recebendo radiação ultravioleta, mas a radiação chamada de ultravioleta do tipo A consegue atravessar as nuvens e atingir nossa pele. É por isso que ficamos bronzeados mesmo quando vamos a praia num dia nublado. Portanto, mesmo naquele dia sem sol o protetor deve ser aplicado.

Cuide da sua pele o ano todo, pois ela é seu cartão de visitas faça chuva ou faça sol!